Alentejo

“Searas de trigo louro

Que o sol fecunda e aquece.

Cada aldeia é um tesouro,

Quem as viu, nunca se esquece.”

poeta Manuel Parente Trindade


Devo começar por me confessar “Alentejo dependente”. E porquê?

Porque no Alentejo vive-se uma vida mais lenta, mais plena, mais calma. Longe das grandes cidades e da confusão, da correria do dia-a-dia aprecia-se o que de melhor (pelo menos para mim) a vida tem, boa comida e bom vinho.

No Alentejo come-se e bebe-se muito bem. Beber, comer, petiscar por aqui é um estilo de vida, e meus amigos haverá lá melhor forma de viver.

Monsaraz
Monsaraz
Herdade do Esporão
Herdade do Esporão

Vou deambular muito por este “meu” Alentejo, por onde já andei, e por onde ainda vou andar.

Pelos vinhos do meu coração! Herdade do Esporão, Carmim, Borba, Redondo, Cartuxa entre muitos, muitos outros.

Pela comida! Oh senhores… por onde começar! Sopa de cação, Sopa da panela, Lagartos, Migas, Enchidos … os queijos!!!

Alentejo
Alentejo

 

let the journey begin…

 

 

 

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *